O maior blog sobre saúde e fitness do Brasil e classificado pela Veja entre um dos melhores do mundo.

Vida Orgânica, sua dose diária de
Saúde, Nutrição e Bem-estar

Estresse realmente pode fazer você sair da dieta.

Cientistas descobriram porque as pessoas estressadas tendem a consumir alimentos menos saudáveis

Seguir uma dieta não é fácil. Ainda mais depois de um dia difícil com muito trabalho, trânsito e vários problemas para resolver, não é mesmo? Nessas horas, é difícil resistir a um docinho ou uma fritura. Mas a ciência acaba de descobrir porque as tentações são mais fortes nesses momentos, e o problema todo está na mente. 

De acordo com os estudiosos da Universidade de Zurique, o estresse, mesmo que temporário, faz com que a atividade entre regiões cerebrais envolvidas nas tomadas de decisões mude, fazendo com que o autocontrole e a habilidade de focar em metas em longo prazo fiquem reduzidas. Pelo menos foi o que eles perceberam em um estudo, publicado na edição de agosto do jornal Neuron. 

Para chegar a estas conclusões, eles estudaram 51 homens que usualmente comem de forma saudável e se exercitam, mas que ainda assim gostam de comidas não saudáveis e se permitem comê-las de vez em quando. Então, eles colocaram uma parte desses homens sob uma situação estressante: ter que manter uma das mãos em um balde de gelo por três minutos e ter suas reações gravadas. Já o outro grupo só teve que deixar a mão em um balde com água morna, sem câmeras envolvidas no processo. 

Depois, todos passaram por exames de ressonância magnética enquanto escolhiam o que iriam comer na próxima refeição, para que os especialistas pudessem monitorar suas atividades cerebrais. Então, os especialistas perceberam que os homens que passaram pela situação estressante eram mais propensos a escolher lanches mais saborosos e menos saudáveis do que os outros. 

No exame, os especialistas perceberam duas mudanças no cérebro desses homens: tanto uma sinalização maior nas ligações neuronais que levam informações sobre a comida em si, como seu sabor e aparência, quanto uma menor sinalização das ligações relacionadas ao cumprimento de metas e aos benefícios em longo prazo relacionados à escolha. 

Ou seja, o estresse tanto ativa os mecanismos de recompensa imediatos (no caso, a comida mais saborosa), como torna menos importantes os pensamentos relacionados a metas. E pensando bem, quem nunca se deu uma comida gostosa depois de passar por um momento mais estressante? 



FONTE:
http://www.minhavida.com.br/bem-estar/materias/18883-estresse-realmente-pode-fazer-voce-sair-da-dieta

>>Veja como controlar o colesterol (cÁpsulas)